O termo “liderança neural” foi usado pela primeira vez em um artigo publicado por David Rock e Jeffrey Schwarts em 2006. Nesse mesmo ano, David Rock publicou um livro intitulado “Quiet Leadership“, traduzido para o português como “Não diga aos outros o que fazer“.

No livro, David Rock elabora um programa chamado “seis passos para transformar o desempenho no trabalho”:

1 – Reflita sobre o pensar

2 – Escute o potencial

3 – Fale com intenção

4 – Dance para a luz

5 – Crie uma nova maneira de pensar

6 – Acompanhe

Quiet leadership

 

“Nós precisamos desistir do nosso fascínio em identificar comportamentos para consertar, e ficarmos mais fascinados em identificar e crescer os pontos fortes das pessoas, uma disciplina completamente diferente.”

 

 

 

Para mim, o ponto chave do livro é o argumento de que você não pode falar para alguém como ela deve pensar, pois a pessoa tem um órgão especializado e sofisticado que faz isso por ela: o cérebro. Tudo o que você pode fazer é ajudá-la a chegar as suas próprias descobertas.

Eu tenho usado o termo nas minhas palestras de maneira bastante ampla, simplesmente para sinalizar que busco na neurociência maneiras de desenvolver as habilidades dos gerentes e dos gerentes de projetos através do entendimento de como funciona o cérebro, usando para tanto os conhecimentos mais recentes em neurociência.

Porém, de onde vem as habilidades dos gerentes de projetos? O PMI fez uma pesquisa com 6000 gerentes de projetos em mais de 110 países. Essa pesquisa foi base para o desenvolvimento do PMI Career Framework©, onde você encontra 5 descrições de cargos que vão desde de gerente de projetos a gerente de programa e de portfólio. Cada descrição contém, além de outras coisas, as habilidades necessárias para cada cargo. As habilidades dos gerentes de projetos foram pesquisadas com 2000 PMs e foram agrupadas em três competências, interpessoal, liderança e profissional. Um exemplo de habilidade da competência interpessoal é possuir boas habilidades de ouvir o outro, um exemplo da habilidade de liderança é manter altos padrões éticos e valores e um exemplo da competência profissional é a identificação de riscos.

Não diga aos outros o que fazer (tradução)

 

“Quando uma grande iniciativa aparece, a primeira tarefa do líder é mudar a maneira como as pessoas pensam. Porém, a maioria dos lideres foi treinada para mudar processos e não pessoas.”

 

 

 

 

Para saber mais: aguarde novas postagens nesse blog. Veja também:

Não diga aos outros o que fazer

Quiet Leadership

Palestras

PMI Career Framework